Anatomia da Cabeça - Crânio - Ossos Impares - Lição 5 -2º Semestre de 2008 - DESENHO II - EUAC

12-05-2008 23:49

O crânio é uma estrutura praticamente esférica ou ovoide na parte inferior e anterior da qual se insere uma pirâmide quadrangular que é a face. A massa da cabeça termina à frente por uma crista curva de osso, logo acima dos olhos – os supracílios, e atrás, numa linha ideal que reune as duas apófises mastoideias. 

A forma do ovoide craniano é mais alongada na cabeça dolicocéfala e apresenta uma forma mais redonda na cabeça mesocéfala. Na cabeça curta ou braquicéfala o ovoide craniano têm a forma mais achatada no sentido antero-posterior.

 

A face constitui uma pirâmide quadrandular, assente pela base no ovoide craneano que intersecta na sua porção anterior e inferior. O apex da pirâmide facial é a ponta do queixo. Sob o aspecto figurativo há saliências importantes na face humana que interessa referir:

1- a cunha afunilada do nariz;

2 - as maçãs do rosto;

3 - as arcadas zigomáticas;

4 - o pavilhão auricular (orelha);

5 - a saliência da boca (em barril);

6 - o ângulo do maxilar inferior;

7 - o queixo.

 

Crânio

O crânio é constituído basicamente pelos seguintes ossos: frontal, occipital, parietais, temporais, etmóide e esfenóide. Estes ossos são placas curvas e finas, com centros distintos de ossificação no embrião, que no adulto se transformam em estruturas ósseas, duras e rigidamente encaixadas umas nas outras, formando uma abóbada fechada que protege o cérebro.

É o crânio que cria as formas básicas da parte superior da cabeça e fornece muitos contornos superficiais a partir dos quais se pode representar este importante segmento da figura humana.

 

 Ossos impares

FRONTAL

O plano da fronte depende em grande parte do osso frontal. Arredonda-se para ambos os lados da cabeça e para a parte superior do crânio, definindo as chamadas bossas frontais. Estas mudanças de geometria vão traduzir-se na forma como se reflecte a luz. Se houver uma fonte de luz directa a incidir num plano, o resto ficará na sombra.

Sob o aspecto figurativo o frontal ajuda a definir uma estrutura extremamente importante que são as arcadas orbitárias e supraciliares. De anatomia extremamente variável, este osso pode ser alto e plano nas chamadas frontes olímpicas ou, pelo contrário, curto e inclinado nos rostos de aspecto rude e primitivo.

 

 OCCIPITAL

O occipital está perfurado pelo buraco occipital (ponto de passagem do neuro-eixo do cérebro para a medula) e apresenta uma saliência, chamada protuberância occipital externa, que representa um marco palpável do início da nuca e das suas importantes massas musculares.

 

ETMOIDE E ESFENOIDE

O etmoide e o esfenoide não têm qualquer interesse figurativo pois são ossos da base do crânio. Enquanto o primeiro, situado entre o frontal e o esfenoide, constitui a porção anterior da base do crânio, separando as cavidades orbitárias, o segundo constitui a porção média da base do crânio e apresenta a forma de um morcego.

Mamede albuquerque

Para continuar para a lição seguinte clique na hiperligação:

Anatomia da Cabeça - Crânio - Ossos Pares - Lição 6 - 2º Semestre de 2008 - DESENHO II - EUAC

Voltar